Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

País

CPMI da Petrobras: Henrique Alves diz que agora é hora de cumprir prazos

Jornal do Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, disse, nesta quinta-feira, que não é mais "hora de reclamar" sobre os passos da Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) da Petrobras. Ele lembrou que o presidente do Senado, Renan Calheiros, decidiu pela criação de uma CPMI, formada por deputados e senadores, para apurar denúncias apenas contra a estatal.

Para Henrique Eduardo Alves, é hora de cumprir prazos e permitir que a investigação seja feita de forma ordeira e democrática. "Se queremos instalar a CPI, como queremos, é cumprir prazos, os partidos indicarem e começar a realizar os trabalhos. Não adianta ficar criando impasses ou estresse, porque só vai dificultar e tumultuar a instalação da CPI."

Os líderes partidários na Câmara e no Senado terão cinco sessões ordinárias realizadas na Câmara para indicar os integrantes da CPMI. O impasse, no entanto, continua, já que também foi criada uma CPI da Petrobras apenas no Senado.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), apresentou questão de ordem ao presidente daquela Casa sobre a coexistência de duas CPIs sobre o mesmo assunto. Costa argumenta que "há violação aos princípios constitucionais da eficiência administrativa e da razoabilidade", porque, de acordo com ele, o Supremo Tribunal Federal já havia decidido pela instalação de uma CPI exclusiva da Petrobras no Senado.

Mas a oposição insiste na comissão mista porque entende que uma investigação composta apenas por senadores amplia as possibilidades de controle pelo governo.

Renan Calheiros ainda não decidiu sobre a questão de ordem, mas adiantou que caberá às comissões de inquérito definirem se funcionarão ao mesmo tempo ou não.

Agência Câmara

Tags: comissão, estatal, inquérito, parlamentar, Petróleo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.