Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

País

PT cobra apoio a CPI para investigar metrô de São Paulo

Jornal do Brasil

O líder do PT, Humberto Costa (PE), está colhendo assinaturas para a abertura de uma comissão parlamentar mista de inquérito para investigar denúncias de formação de cartel nas licitações do metrô de São Paulo, durante os governos do PSDB. O senador apelou a todos que apoiaram as CPIs para apurar denúncias de irregularidades na Petrobras que ajudem a criar mais essa comissão.

"Todos viram aqui, mais de uma vez, o presidente do PSDB e candidato a presidente da República, Aécio Neves, dizer: tragam a CPI que eu assinarei. Até agora nós estamos aguardando a assinatura dele e de outros integrantes do PSDB, além de todos aqueles que assinaram qualquer uma das CPIs", provocou.

Em resposta, Aécio Neves (PSDB-MG) disse que, assim que receber o pedido para a criação da CPI do Metrô de São Paulo, vai assiná-lo. O presidente do PSDB cobrou, porém, o início imediato das investigações sobre a Petrobras.

"A CPMI é uma satisfação que o Congresso Nacional dá à sociedade brasileira. Não fomos nós da oposição que criamos a Operação Pasadena ou as irregularidades na Refinaria Abreu e Lima. É o momento de termos serenidade para que juntos possamos das explicações à sociedade brasileira", afirmou Aécio.

O líder do PSDB, Aloysio Nunes Ferreira (SP), assegurou que os tucanos não temem investigações sobre o metrô, mas disse considerar uma nova CPI “uma farsa”. "Não tenho receio de investigação sobre o metrô de São Paulo. Assino se houver coisa para valer. Essa CPI é uma farsa, é apenas um fogo de encontro político armado pelo governo contra investigação que o Brasil inteiro exige", concluiu Aloysio Nunes.

Agência Senado

Tags: cartel, investigação, SP, Transportes, Tucanos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.