Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

País

Dilma reitera apuração rigorosa das denúncias de corrupção na Petrobras

Agência Brasil

No programa semanal de rádio Café com a Presidenta, Dilma Rousseff falou hoje (5) sobre as recentes denúncias de corrupção envolvendo a Petrobras. “A Petrobras é a maior e mais bem-sucedida empresa brasileira. É um símbolo de luta e afirmação do nosso país". Segunda Dilma, a empresa é um dos mais importantes patrimônios do povo brasileiro e "por isso, [a Petrobras] jamais vai se confundir com atos de corrupção ou ação indevida de qualquer pessoa". Ela garantiu uma investigação rígida para esclarecer as denúncias de corrupção apontadas pela oposição ao seu governo. "O que tiver de ser apurado deve e vai ser apurado com o máximo rigor, mas não podemos permitir, como brasileiros que amam e defendem seu país, que se utilizem de problemas, mesmo que graves, para tentar destruir a imagem da nossa maior empresa.”

O programa também abordou trechos do pronunciamento de Dilma Rousseff feito por ocasião do Dia do Trabalho, na última quarta-feira (30). Além de lembrar a correção da tabela do Imposto de Renda e a atualização em 10% dos valores do Bolsa Família, ela também reafirmou seu compromisso com a política de valorização do salário mínimo.

Segundo a presidenta, seu governo trabalha pela estabilidade da economia, e a inflação vai continuar sob controle. Ela também garantiu o combate implacável à corrupção e o máximo rigor nas apurações de denúncias envolvendo a Petrobras.

“Acabo de assinar uma medida provisória corrigindo a tabela do Imposto de Renda, como estamos fazendo nos últimos anos, para favorecer aqueles que vivem da renda do seu trabalho. Isso vai significar um importante ganho salarial indireto e mais dinheiro no bolso do trabalhador. Assinei também um decreto que atualiza em 10% os valores do Bolsa Família recebidos por 36 milhões de brasileiros beneficiários do Programa Brasil sem Miséria, assegurando que todos continuem acima da linha da extrema pobreza definida pela ONU”, disse a presidenta, no pronunciamento.

Tags: cpi, estatal, investigação, Petróleo, presidente

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.