Jornal do Brasil

Quinta-feira, 31 de Julho de 2014

País

Vidente Mãe Dináh morre em São Paulo, aos 83 anos

Portal Terra

Morreu, em São Paulo, aos 83 anos, a vidente Mãe Dináh (Benedicta Finazza). No atestado de óbito constam falência de múltiplos órgãos e sistemas, além de choque séptico gastro-intestinal como as causas de morte. Ela estava internada no Hospital da Luz, na Vila Mariana.

O velório teve início às 8h deste sábado (3) e será realizado até as 15h, no Cemitério da Paz, no bairro do Morumbi, zona sul de São Paulo. O enterro acontecerá na sequência.

Vida e trabalho

Benedicta Finazza nasceu em São Paulo e passou a infância no bairro do Paraíso. Aos 3 anos, começou a demonstrar sinais de que era sensitiva, contando visões de fatos que aconteceriam com pessoas da família ou com amigos.

Os pais, muito católicos, não acreditavam na menina, que, para eles, tinha uma imaginação muito fértil. Aos 7 anos, previu a morte da avó e ninguém na família duvidou mais de seus dons. Ainda assim, os pais chegaram a levar a filha em diversos médicos, para investigarem os "poderes paranormais" da criança.

Ainda na infância, sonhava em ser freira ou cantora. Aos 13, porém, Mãe Dináh começou a atender amigos, vizinhos e colegas de escola em sua própria casa. Ela costumava apenas olhar para a pessoa e prever futuros acontecimentos.

A médium sempre foi criticada por, supostamente ter previsto uma vitória do piloto Ayrton Senna no GP de San Marino, em Ímola, na Itália. Mas, na ocasião, na sétima volta da corrida, Ayrton Senna passou direto pela curva Tamburello e se chocou contra o muro de concreto. Às 13h40 (horário de Brasília), um boletim médico do hospital Maggiore de Bolonha anunciou sua morte cerebral. 

Outra das previsões mais famosas da vidente foi a morte da banda Mamonas Assassinas. Mãe Dináh costumava dizer que, quando os via na televisão, eles estavam totalmente envolvidos em fumaça preta. Os integrantes morreram em um acidente de avião, em março de 1996.

Em seu site oficial, a vidente dizia que sua função nunca foi a de consertar o mundo. "Estou sempre disposta a atender, aconselhar quem necessita. Minha função não é consertar o mundo. Ajudo a quem precisa, mas a pessoa também tem que fazer a parte dela, que é ter fé. Peça com muita confiança que seu pedido será atendido", falou.

Em 2013, ela protagonizou alguns comerciais da nova MTV, nos quais ironizava suas próprias previsões e falava do futuro da emissora.

Tags: dina, morte, SP, velório, vidência

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.