Jornal do Brasil

Terça-feira, 29 de Julho de 2014

País

Dilma reitera força contra o racismo na Copa

Agência Brasil

Em meio ao debate mundial acerca de atitudes racistas no futebol, a presidenta Dilma Rousseff disse hoje (30) que a Copa do Mundo no Brasil terá uma força muito grande na luta contra o preconceito. Em entrevista a rádios de Salvador, ela voltou a elogiar atitude do jogador brasileiro Daniel Alves, vítima de racismo durante uma partida pelo Barcelona. Alves se preparava para uma jogada, quando a torcida atirou uma banana no campo. O jogador descascou e comeu a fruta.

“Não podemos deixar de afirmar esse valor, que é o valor do sangue afro-descendente, indígena e branco em um país diverso, multidiverso, como é o Brasil. A força contra o racismo vai ser muito presente na Copa”, frisou Dilma.

A presidenta considerou “fantástica” a reação de atletas e personalidades brasileiras em repostas ao ato racista contra Daniel Alves e usou o termo #somostodosmacacos. A expressão, criada pelo jogador do Barcelona e da Seleção Brasileira Neymar Junior, ganhou as redes sociais desde o último domingo (27) na legenda de fotos de personalidade comendo bananas. 

Segundo Dilma, o papa Francisco irá mandar uma mensagem contra o racismo para a abertura da Copa. “Convidei o santo papa para vir à Copa. Mas ele disse que poderia desequilibrar para a Argentina. Então, ele vai mandar uma declaração contra o racismo. É importante que nós todos nos levantemos contra o racismo.”

Tags: brasil, futebol, presidente, Racismo, repudio

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.