Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Setembro de 2014

País

FT: Política externa do Brasil o coloca nos bastidores do palco global

Jornal inglês chama atenção para a incapacidade do país de contrariar parceiros autoritários

Jornal do Brasil

O jornal inglês Financial Times publicou uma matéria neste domingo (20) criticando a política externa do governo brasileiro. O autor infere que as fortes relações com países autoritários, como Venezuela, China, Cuba e Rússia poderia atrapalhar o Brasil no objetivo de se estabelecer como uma importante força na geopolítica global.

O último incidente envolvendo o país teria sido na votação sobre o referendo da Crimeia, feita pela ONU no último mês. Brasil, China, Índia e Argentina se abstiveram, enquanto as outras nações consideraram inválido o referendo de anexação da Crimeia pela Rússia.

A reportagem também afirma que o governo é amigo e defende ditadores, como aqueles de Venezuela e de Cuba. Em contrapartida, o Brasil não teria receio em se posicionar contra os Estados Unidos ou a Europa, como aconteceu no caso Edward Snowden, quando foi descoberto que os norte-americanos estavam espionando Dilma Rousseff e seus funcionários, e na visita da presidente há dois anos na Europa, quando ela debateu com Angela Merkel, chanceler da Alemanha, sobre política monetária e comercial.

A matéria termina dizendo que para uma nação que pretende ser um membro permanente do Conselho de Segurança da ONU, tentar sempre ser amigo de todos não é mais uma opção. Além disso, deixar agressões passarem em branco poderia prejudicar a coisa que o país afirma estimar: a paz mundial.

Tags: AMÉRICA LATINA, brasil, ditaduras, Estados Unidos, Europa, financial times, política externa

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.