Jornal do Brasil

Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

País

Justiça nega pedido de saída na Páscoa para Pedro Henry

Condenado a sete anos e dois meses no semiaberto, Henry era líder do PP na Câmara

Portal Terra

A Justiça do Mato Grosso negou pedido do advogado do ex-deputado federal Pedro Henry, condenado no julgamento do mensalão, para passar o feriado da Páscoa e seu aniversário em casa com a família. O juiz da Segunda Vara Criminal de Cuiabá (Execuções Penais), Geraldo Fernandes Fidelis Neto, baseou sua decisão no fato de Henry ainda não ter cumprido um sexto da pena.

Condenado a sete anos e dois meses de prisão em regime semiaberto, Henry era líder do PP na Câmara na época do mensalão. Ele foi considerado culpado pelos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva por ter participado das negociações que levaram ao repasse de R$ 3 milhões do esquema para o PP, além de utilizar a corretora Bônus Banval para distribuir o dinheiro.

 

Tags: ex-deputado, feriado, henry, Mensalão, PP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.