Jornal do Brasil

Sábado, 25 de Outubro de 2014

País

NYT: Petrobras, estrela brasileira, está estropeada por escândalos e estagnação

Matéria destaca que empresa é a mais endividada do mundo e dependente de investimentos dos EUA.

Jornal do Brasil

O jornal norte-americano New York Times publicou nesta terça-feira (15) uma matéria sobre a recente crise na Petrobras. O texto chama atenção para o fato de que a empresa esteve entre os maiores produtores de energia e se beneficiou muito pelo crescimento do Brasil. Em seguida, afirma que atualmente a Petrobras começa a simbolizar a confusão que afeta a economia lenta do país e a reavaliação da previsão de crescimento dos mercados emergentes ao redor do mundo.

A reportagem destaca que a produção de petróleo está estagnada, aumentando a dependência na importação.Também é citado que a empresa está na mira de investigações sobre corrupção e acusações de incompetência administrativa. Além disso, a dívida estaria explodindo: a Petrobras seria a empresa mais endividada do mundo e estaria dependente dos investimentos norte-americanos para financiar ambiciosos planos.

Apesar destes problemas, o autor diz que executivos da companhia garantem que ainda há pontos fortes. Segundo eles, a empresa ainda é rentável, apesar das perdas com a importação de combustível, e é pioneira na exploração do fundo do mar. A Petrobras comandaria, ainda, recursos cobiçados globalmente, incluindo reservas de petróleo e gás de cerca de 13 bilhões de barris.

Depois, o artigo aponta que os problemas da Petrobras se tornaram evidentes nas últimas semanas, quando a empresa começou a lidar com um escândalo motivado pela aquisição de uma refinaria em Houston (Pasadena), comum custo estimado de $1.19 bilhões de dólares, sendo que a companhia anterior havia comprado a refinaria por somente $42,5 milhões de dólares.

O jornalista também comenta a prisão de Paulo Roberto Costa, um dos mais poderosos ex-executivos da Petrobras, que esteve envolvido em um esquema de lavagem de dinheiro e pode ter recebido subornos relacionados à construção de uma refinaria.

A máteria supõe que o maior desafio da empresa não é só produzir energia. Na verdade, é que a companhia está no coração de um debate poderoso sobre a extensão do uso da riqueza do país, por parte do governo, para alcançar objetivos políticos e econômicos.

Tags: brasil, crise, Eleições, new york times, Petrobras, política, PT

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.