Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

País

Comissões vão ouvir ex-diretor financeiro da Petrobras

Agência Câmara

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle promove hoje audiência pública com a participação das comissões de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio; e da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional audiência pública com o ex-diretor financeiro da Petrobras Nestor Cerveró.

Ele foi apontado pela presidente Dilma Rousseff como responsável pelo erro que a levou a aprovar a compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos.

Ontem, a presidente da Petrobras, Graça Foster, repetiu a versão de Dilma de que a aquisição de 50% das ações de Pasadena fora autorizada pelo conselho de administração da estatal, em 3 de fevereiro de 2006, com base em resumo executivo elaborado pelo então diretor Nestor Cerveró.

O resumo, na versão de Graça Foster e de Dilma Rousseff, omitia qualquer referência às cláusulas Marlim e Put Option que integravam o contrato. O negócio foi fechado em 2006 por 360 milhões de dólares.

A cláusula Marlim garantia à empresa belga Astra Oil, sócia da Petrobras America Inc, rentabilidade mínima de 6,9% ao ano. A Put Option – ou opção de venda – obrigava a Petrobras a comprar a participação da Astra, em caso de conflito entre os sócios na condução do negócio.

De acordo com o deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP), um dos deputados que assinou requerimento para o debate, os parlamentares também precisam de esclarecimentos sobre as denúncias envolvendo contratos firmados entre a estatal e a empresa SBM Offshore, assim como as providências adotadas sobre as denúncias.

A reunião está marcada para as 11 horas, no plenário 9.

Tags: câmara, cerveró, depoimento, estatal, Petróleo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.