Jornal do Brasil

Domingo, 31 de Agosto de 2014

País

Sorte do Nordeste depende de investimentos e não do clima, diz Dilma

Agência Brasil

Ao participar de cerimônias de inauguração e de início de obras para o transporte e abastecimento de água a regiões que sofrem com a seca, a presidenta Dilma Rousseff disse que a sorte do Nordeste não depende do clima, e sim dos investimentos do Poder Público para proteger a população na região. Dilma voltou a citar a Petrobras, reforçando a importância de priorizar a compra de produtos nacionais.

“A maior seca na vida de um sertanejo sempre foi a seca da falta de oportunidades", disse a presidenta, ao lembrar a distribuição desigual de oportunidades observada no país. Durante o evento, a presidenta inaugurou a primeira etapa e assinou ordem de serviço para a segunda fase das obras da Adutora Pajeú, que vai captar água do Rio São Francisco e distribuir água de qualidade para várias cidades pernambucanas e dois municípios da Paraíba.

Para ela, tais obras são motivo de orgulho para o governo. “Estamos transformando a questão da convivência com a seca – falta de chuva, vai haver, o que não pode é não ter políticas adequadas para conviver com a chuva ou com a falta de chuva.”

Na cerimônia, a presidenta anunciou também o edital do Ramal do Agreste Antiga Estação Ferroviária, que vai garantir segurança hídrica para cerca de 2 milhões de pessoas em 72 municípios. “Essas obras representam a força da humanidade para fazer frente à diversidade do clima.” Segundo a presidenta, foi importante que as obras tenham entrado em operação ainda no ano passado, quando havia risco de falta d'água em Serra Talhada, em Pernambuco. “Nós aceleramos as obras, e a entrada em operação foi decisiva para evitar a falta d'água”, lembrou Dilma. “Por isso, acho que não existe nada melhor, para quem não tem água em casa, que este momento, que é quase mágico, que é quando se abre a torneira e a água jorra.”

A etapa da obra inaugurada hoje (14) tem 198 quilômetros e vai beneficiar mais de 177 mil habitantes de seis cidades de Pernambuco (Afogados da Ingazeira, Calumbi, Carnaíba, Flores, Floresta, Serra Talhada), além do distrito de Canaã, em Triunfo. De acordo com o governo, foram investidos cerca de R$ 200 milhões na obra.

Tags: investimentos, Nordeste, Obras, Petrobras, rousseff

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.