Jornal do Brasil

Domingo, 21 de Setembro de 2014

País

Funcionários da Fundação Casa entram em greve em São Paulo

Agência Brasil

Funcionários dos 148 centros socioeducativos da Fundação Casa, antiga Febem, de todo o estado entraram em greve hoje (10). Os trabalhadores reivindicam piso salarial, reajuste real de 53,63%, reposição de perdas, isonomia do Plano de Cargos e Salários e, principalmente, aumento da segurança nos locais de trabalho.

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou que 70% dos funcionários de cada uma das unidades mantenham as atividades, de modo que as medidas socioeducativas aplicadas aos adolescentes não sejam prejudicadas. Em caso de descumprimento, o TRT aplicará multa diária de R$ 100.000,00. De acordo com o tribunal, oficiais de Justiça serão enviados aos centros socioeducativos para verificar o cumprimento da decisão.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Entidades de Assistência e Educação à Criança, ao Adolescente e à Família do Estado de São Paulo  (Sitraemfa), o governo propôs reajuste salarial de 3,97%, além de um reposicionamento por ajuste de curva de 2,2%, aumento do vale-refeição para R$ 350,00 por mês e do vale-alimentação para R$ 105,94 mensais, a equiparação do cargo de agente educacional com o de analista técnico, entre outros benefícios.

Em assembleia geral realizada ontem (9), em frente à sede da Fundação Casa, a categoria rejeitou a proposta e decretou greve geral. O Sitraemfa garantiu que os serviços de higiene e de alimentação serão mantidos nas unidades. “No entanto, acompanhamento de fóruns e atividades extras não serão contempladas”, informa nota da entidade.

Tags: Casa, detido, Menor, paralisação, trt

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.