Jornal do Brasil

Quinta-feira, 28 de Agosto de 2014

País

Aluna é agredida e tem cabelo cortado em escola de Limeira

Portal Terra

Duas adolescentes de 14 e 15 anos foram apreendidas depois de agredirem uma colega na Escola Estadual Castelo Branco na quarta-feira (10), em Limeira (SP). A briga ocorreu no bairro Cidade Jardim por volta das 10h. A vítima, que tem 15 anos, contou que foi agredida com socos e teve o cabelo cortado.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), a diretora da escola chamou os policiais militares por causa do desentendimento entre as estudantes. Uma das adolescentes disse que estava apenas tentando separar a briga e a outra confirmou a agressão. A estudante ficou bastante ferida e teve um corte de tesoura no rosto. O caso foi encaminhado à Vara da Infância e Juventude. 

Em nota, a Diretoria Regional de Ensino de Limeira disse que "repudia qualquer ato de violência e atua em conjunto com as famílias para evitar casos como o que envolveu as alunas da escola Castelo Branco". "Uma apuração preliminar foi aberta para averiguar se houve negligência da unidade escolar no socorro à estudante agredida e em relação à denúncia do pai, que afirma que a direção já tinha conhecimento de conflitos envolvendo as alunas", diz o comunicado divulgado pela Secretaria Estadual de Educação. 

Ainda de acordo com o nota, os pais de todas as estudantes envolvidas foram convocados para uma reunião na escola. O caso será acompanhado também pelo professor-mediador que atua na unidade e o Conselho Tutelar notificado pela diretoria regional. O Conselho de Escola também se reunirá para definir a punição às agressoras, conforme regimento escolar.

"A administração regional reitera que todas as escolas estaduais desenvolvem ações de prevenção e combate à violência e que conta com a parceria dos pais e da Polícia Militar, por meio da Ronda Escolar, para evitar situações de conflito entre seus alunos no interior e no entorno das escolas", completou a secretaria de Educação.

Tags: briga, ensino, escola, são paulo, violência

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.