Jornal do Brasil

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014

País

Alves diz que Vargas ainda não se manifestou sobre renúncia

Agência Câmara

O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, disse que não sabe se o deputado licenciado Andre Vargas (PT-PR)  irá ou não renunciar ao mandato antes da instauração do processo contra ele no Conselho de Ética, marcada para as 14 horas. Alves explicou que há duas interpretações sobre a perda ou não dos direitos políticos de Vargas antes de instaurado o processo.

Segundo o presidente, pela Constituição, uma vez instaurado o processo pelo Conselho de Ética, a renúncia do deputado não evitaria a perda dos direitos políticos. Henrique Eduardo Alves lembrou, no entanto, que, pela Lei da Ficha Limpa, o próprio pedido para instauração do processo já levaria à inelegibilidade de deputado nas próximas eleições.

O presidente da Câmara disse que, por enquanto, não há que se falar em nova eleição para o cargo de primeiro vice, já que André Vargas não renunciou ao mandato."Ele teria que renunciar à 1ª vice-presidência. Não sei se isso está nos planos dele. Na ausência dele, por estar licenciado do mandato, assume o 2º vice-presidente, deputado Fábio Faria (PSD-RN)".

Andre Vargas pediu licença do mandato por 60 dias na última segunda. Desde o início do mês, a imprensa tem publicado denúncias de ligações irregulares entre ele e o doleiro Alberto Youssef, preso em operação da Polícia Federal contra lavagem de dinheiro.

Tags: câmara, deputado, doleiro, investigação, vice

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.