Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Novembro de 2014

País

Petrobras: adiada reunião da comissão que investiga denúncia de propina

Agência Câmara

A reunião que iria definir o roteiro de trabalho da comissão externa que vai investigar denúncias de propina na Petrobras foi adiada para esta quarta-feira (9), às 15 horas. As duas tentativas de realizar a reunião nesta terça-feira foram frustradas por falta de quórum.

Segundo o coordenador do colegiado, deputado Maurício Quintela Lessa (PR-AL), três integrantes informaram a impossibilidade de participar da reunião por estarem fora de Brasília. Um deles, o deputado Carlos Sampaio (PSDB-SP), disse que está com problema de saúde.

A comissão externa da Câmara vai analisar denúncias de que funcionários da Petrobras teriam recebido propina da companhia holandesa SBM Offshore já definiu uma primeira agenda de trabalho.A SBM Offshore oferece equipamentos à Petrobras e teria pago propina para conseguir contratos de locação de plataformas petrolíferas entre os anos de 2005 e 2012. Para apurar a denúncia, a comissão vai fazer visitas à Controladoria Geral da União, Tribunal de Contas da União, Ministério Público Federal, e à própria Petrobras para recolher informações. Em seguida, o grupo deve seguir para a Holanda, onde fica a sede da SBM.

A comissão externa da Câmara sobre a Petrobras tem cinco integrantes da base governista: Luiz Alberto (PT-BA), Lucio Vieira Lima (PMDB-BA), Paulo Magalhães (PSD-BA), Anthony Garotinho (PR-RJ), e Mário Negromonte (PP-BA); e três integrantes da oposição: Onyx Lorenzoni (DEM-RS); Carlos Sampaio, (PSDB-SP) e Fernando Francischini (SDD-SP).

Tags: apuração, CONGRESSO, estatal, externa, Petróleo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.