Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

País

Campanha em SP estimula homens com mais de 50 anos a fazer check-up

Agência Brasil

A partir de hoje (5), homens com 50 anos ou mais poderão fazer um check-up preventivo cardiológico e urológico na rede pública de São Paulo. O programa, chamado Filho que Ama Leva o Pai no AME (Ambulatório Médico de Especialidade) vai funcionar todos os sábados, exceto feriados, em várias cidades do estado, mas é preciso fazer um agendamento prévio.

O objetivo do programa, segundo a Secretaria de Estado da Saúde da São Paulo, é estimular os homens a verificar se sua saúde está em dia, mesmo que não sinta nada. A campanha quer mobilizar os filhos desses pacientes para que incentivem os pais a cuidar da saúde.

Para fazer o check-up preventivo é preciso antes ligar para o telefone 0800-779-0000, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h e agendar o exame, mas serão atendidos os homens que estão em seu mês de aniversário. A prioridade deste ano, segundo a secretaria, é para os homens que nasceram em ano par.

A prevenção será feita em duas etapas. Na primeira vez, o homem receberá uma consulta de enfermagem, coletará sangue para exames e passará por aferição de peso, altura e risco cardíaco. No sábado seguinte, ele retornará ao AME para buscar o resultado dos exames e ser avaliado por um cardiologista e um urologista. Caso seja identificado algum problema, o paciente será encaminhado para tratamento e acompanhamento.

Participam do programa, em todo o estado, 21 AMEs. Na capital, o check-up é feito no AME Heliópolis. A Agência Brasil visitou o AME Heliópolis na manhã de hoje (5) e encontrou vários homens que tinham feito exame de sangue e estavam aguardando para fazer o eletrocardiograma. No momento em que a reportagem esteve no local, por volta das 11h da manhã, nenhum dos homens tinham sido levados ao local por seus filhos, mas todos os que foram entrevistados falaram sobre a importância de se fazer exames preventivos.

O pedreiro Antonio Bernardino Feitosa, 65 anos, foi levado ao AME pela esposa, a advogada Maria Aparecida Julio, 71 anos. “Não temos filhos. Li o jornal e vi uma notícia sobre um mutirão. Já gritei para ele [o marido] trazer todos os documentos porque eu ia ligar no 0800. Lá me falaram que era pelo mês de nascimento. Peguei mais alguns esclarecimentos e já viemos [no AME]”, disse a esposa.

“Minha mulher leu sobre a campanha no jornal e agora estou fazendo [o exame]”, contou ele, que diz fazer exames preventivos periodicamente.  “Com a idade, não dá para ficar sem fazer esse tipo de exame”.

Quem também levou o marido para fazer exames hoje foi Maria Rita Alves Sousa, 43. Ela disse ter lido sobre o programa na internet e então aproveitou para agendar o check-up para o marido João Ramalho Silva, 61, autônomo como ela. “Liguei e marquei”, contou ela. “Vim porque costumo sempre fazer exames”, acrescentou Silva.

Para Maria Rita, exames preventivos são uma necessidade.“Se tiver qualquer tipo de problema, descobre-se no começo e é mais fácil para tratar do que deixar para depois e, às vezes, nem ter mais jeito”.

O vendedor Sérgio Sales, 59 anos, foi ao local sozinho. “Eu li a notícia no jornal e eu mesmo marquei [o exame]”, disse. Sales reclamou um pouco da demora em fazer o eletrocardiograma. “A única coisa que achei ruim aqui é que só tem um cara fazendo o eletrocardiograma. E está demorando de 20 a 25 minutos. O exame de sangue foi rápido, mas só ter um aparelho de eletrocardiograma é brincadeira. Não acho isso certo. Homens não têm muita paciência. Se começar a demorar muito, o cara pega e vai embora”.

Uma pesquisa feita pelo Centro de Referência em Saúde do Homem de São Paulo mostrou que 60% dos pacientes só buscam tratamento quando já apresentam doenças em quadro avançado, o que dificulta os tratamentos.

Tags: ambulatório médico de especialidade, Homens, necessidade, preventivo, SAÚDE

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.