Jornal do Brasil

Quinta-feira, 2 de Outubro de 2014

País

Cartório chama homem de 'ela' em formalização de união gay

Portal Terra

Um erro do sistema. Foi essa a resposta do 2º Subdistrito Oficial de Registro Civil de Piracicaba, interior de São Paulo, para justificar a troca de gênero de um homem nos papéis para dar início na formalização do casamento civil de um casal homoafetivo.

No registro cartorial e no edital de proclama em um jornal da cidade, um dos dois homens aparece como mulher, sendo referenciado como a "noiva". Ele é apresentado como "ela", "solteira", "nascida", "filha de", "domiciliada"; mais adiante, ainda consta a expressão "os padrinhos da noiva".

O cartório explicou que um "erro de sistema" causou o mal-entendido. "Nós procuramos o casal, pedimos desculpas e a compreensão dos dois. Não tivemos a intenção de constranger e explicamos que foi um erro do sistema", comentou a oficial substituta, Lucila Maria Maffezoli.

Um texto corrigindo os dados pessoais será publicado no campo destinado aos proclama em 13 de abril. A representante do cartório salientou que houve a troca de informações durante a elaboração dos documentos.

De acordo com Lucila, o casal está ciente da correção com a nova publicação e já houve outras assinaturas nos papéis a serem encaminhados para formalização de casamento. Eles decidiram pela comunhão parcial de bens.

A cerimônia de casamento com recepção para convidados entre o corretor de imóveis, 45 anos, e o engenheiro civil, 44, deve ocorrer em 30 de abril. Eles estão juntos há 14 anos e vivem sob contrato de união estável.

Tags: cartório, homoafetiva, oficialização, SP, união

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.