Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

País

Campos homenageia símbolos da luta pela democracia

Jornal do Brasil

Na data que marca a passagem dos 50 anos do golpe militar do Brasil de 1964, o governador Eduardo Campos visitou, na manhã desta segunda-feira (31/03), os túmulos de três importantes personalidades na luta pela democracia. A homenagem, que partiu da Comissão Estadual da Memória e Verdade Dom Helder Câmara, foi para o ex-governador Miguel Arraes, que foi deposto pelo regime militar; para o arcebispo Dom Helder Câmara, patrono da Comissão Estadual da Verdade; e para o Padre Henrique, falecido durante a ditadura. 

"É muito importante que nesta data, 50 anos do golpe militar de 1964, que nós possamos prestar homenagem a todos aqueles que lutaram pela democracia, pela liberdade, pela causa do povo. A Comissão da Verdade, de maneira acertada, decidiu por prestar esta homenagem hoje nos túmulos de Miguel Arraes, do Padre Henrique e de dom Helder Câmara, para através deles simbolizar nossa homenagem a todos os homens e mulheres que lutaram por liberdade e democracia no nosso País, para que nós possamos assumir cada vez mais o compromisso do Brasil com a democracia, que precisa ser aperfeiçoada, melhorada, para que o povo possa ter mais conquistas", destacou o governador. 

A agenda teve início no Cemitério de Santo Amaro, no Recife, onde está enterrado o ex-governador Miguel Arraes de Alencar, e prosseguiu até a Igreja da Sé, em Olinda, local em que foram homenageados Dom Helder Câmara e Padre Henrique. Durante a agenda, o governador recebeu das mãos do coordenador da Comissão da Verdade, Fernando Coelho, uma coleção de documentos históricos contendo investigações sobre Arraes. O material foi levantado pelo colegiado junto ao Arquivo Público Nacional.

Tags: comissão, ditadura, MILITAR, morte, tortura

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.