Jornal do Brasil

Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

País

Justiça transfere 80 presos por ameaça e superlotação em SC

Portal Terra

A superlotação e o risco iminente de rebelião fizeram a Justiça de Santa Catarina determinar a imediata transferência de cerca de 80 detentos que permanecem na central de triagem, no bairro Estreito, localizado na região continental de Florianópolis.

A decisão foi assinada pelo juiz Laudenir Petroncioni, da Vara de Execuções Penais da Capital, ainda na quarta-feira, mas esbarra em um problema: a greve dos agentes prisionais do Estado, que vem dificultando a transferência dos detentos.

A categoria está de braços cruzados há dez dias e apenas após reunião nesta sexta-feira decidiu permitir o cumprimento da determinação do juiz. Os presos devem ser levados para unidades em Florianópolis e em outras regiões do Estado, como Joinville e Itajaí.

Na quinta, a chegada de novos detentos havia causado um tumulto no local. Os presos se revoltaram e agentes precisaram usar bombas de efeito moral para conter a revolta. Até o início da tarde desta sexta, um grupo de quase cinquenta pessoas permanece em um corredor do centro de triagem aguardando transferência.

O “Cadeião do Estreito” abriga atualmente 201 detentos que aguardam vagas no sistema prisional. A unidade é famosa não só pela superlotação e por algumas fugas em massas registradas, mas também pelas constantes tentativas do Ministério Público de interditá-la. 

Tags: carcerária, presos, Santa Catarina, superlotação, transferência

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.