Jornal do Brasil

Segunda-feira, 28 de Julho de 2014

País

Empresário é condenado a pagar R$ 500 mil por ameaças a empregados

Agência Brasil

A Justiça do Trabalho condenou André Gogolia, um dos donos da Icder Indústria e Comércio de Discos e Rebolos, a pagar indenização de R$ 500 mil por assédio moral. O valor deverá ser revertido ao Fundo de Amparo ao Trabalhador. Segundo a denúncia do Ministério Público do Trabalho, o empresário humilhava os funcionários com xingamentos e os intimidava com um revólver.

José Bernardo dos Santos, que trabalhou como vigilante na empresa entre 1991 e 2011, contou que se demitiu devido aos abusos. De acordo com a testemunha, o empresário o chamou por quatro vezes a sua sala, onde foi ofendido com expressões racistas como “preto sujo”. “Destacou, ainda, que, em certa oportunidade, viu um revólver dentro da gaveta da mesa do segundo requerido [André Gogolia] e que, durante as humilhações sofridas, ele permanecia abrindo e fechando a referida gaveta”, acrescenta o texto da sentença.

Outro funcionário,  Alípio Rezende de Oliveira, também relatou ter passado por situações semelhantes. “Empregado da primeira requerida desde 1999, o qual informou que de duas a três vezes por semana era chamado à sala do segundo requerido [André Gogolia] e lá era por ele chamado de 'barrigudo', 'corno'”, ressalta a decisão. O empregado também disse ter sido intimidado com o revólver pelo patrão.

A Delegacia de Polícia Federal de Sorocaba confirmou o registro de um revólver calibre 38 em nome de Gogolia. “Diante desse quadro, conclui-se que a parte requerida estabeleceu um ambiente de trabalho hostil, de ameaças e humilhações a seus empregados, quadro violador da dignidade humana e afrontadora do trabalho como valor social”, concluiu o juiz que determinou ainda o fim imediato dos abusos e que cópias da sentença sejam afixadas na empresa.

Tags: Armas, condenação, empresa, justiça, trabalh

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.