Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

País

Ministro do Trabalho diz que convênios irregulares com ONGs foram suspensos

Agência Câmara

O ministro do Trabalho, Manoel Dias, disse nesta quarta-feira que a pasta tem tomado todas as providências necessárias para corrigir eventuais problemas em contratos com organizações não governamentais (ONGs). “Suspendemos definitivamente os convênios em que foram encontrados irregularidades e estamos fiscalizando os que ainda estão em vigor”, declarou.

Ele participa de audiência pública na Comissão de Fiscalização Financeira e Controle. A pedido do líder do Solidariedade, deputado Fernando Francischini (PR), Dias foi convocado para explicar a denúncia de que a ONG Centro de Atendimento ao Trabalhador (Ceat), desde 2009, recebeu mais de R$ 47 milhões do Ministério do Trabalho para manter centros de qualificação profissional. Segundo Francischini, foi constatado na operação desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro, além de delitos administrativos.

Dias informou que a pasta comandada por ele estabeleceu uma parceria com o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), vinculado ao Ministério da Educação, para tratar dos convênios para cursos de qualificação profissional. Além disso, foram suspensas as transferências de verbas para ONGs investigadas pela Polícia Federal (PF).

Outra medida citada pelo ministro é determinação de que todas as secretarias e departamentos do Ministério do Trabalho tenham transparência total. “A melhor forma de combater a corrupção é a transparência das ações do órgão”, comentou.

Tags: audiência, Fraudes, Ministro, programas, pública

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.