Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

País

Metrô nega autoria de comercial com xaveco e processará rádio

Portal Terra

O governo do Estado informou, por meio de sua assessoria, que a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) vai processar a rádio Transamérica por uso indevido do nome da empresa. Uma propaganda atribuída ao governo paulista que era veiculada na emissora incentivava o “xaveco” nos trens metropolitanos. A ação causou polêmica nesta terça-feira, após uma semana de casos de abuso a mulheres nas estações. A assessoria afirmou que o governo de São Paulo não corrobora com a mensagem veiculada pela rádio.

Os deputados estaduais do PT Alencar Santana e Luiz Claudio Marcolino protocolaram uma representação contra o secretário da Casa Civil, Edson Aparecido, o diretor-presidente da CPTM, Mário Manoel Seabra, e o diretor-presidente do Metrô, Luiz Antonio Carvalho Pacheco, contra a propaganda, considerada machista. Na peça, o ator ressalta os investimentos do governo nos trens e diz que Metrô lotado é "bom prá xavecá a mulherada".

"Nos horário de pico é normal trem e Metrô ficá lotado. É assim nas grande metrópole espalhada pelo mundo. Pá falá a verdade eu até gosto do trem lotado. É bom prá xavecá a mulherada né mano! Foi assim que eu conheci a Giscreusa. Muito já foi feito e o governo sabe que ainda tem muito prá faz", diz o homem no comercial.

"Nem o Metrô nem a agência Nova SB, a qual a Companhia encomendou campanha sobre obras de expansão da rede metroviária, foram informados de que tal conteúdo seria veiculado pela rádio Transamérica. O Metrô reitera que repudia tal conteúdo absurdamente defendido pela rádio Transamérica", disse a empresa em nota.

Tags: abusos, mulheres, queixas, SP, Transportes

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.