Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Dezembro de 2014

País

Alves quer esperar apuração sobre compra de refinaria antes de criar CPI

Agência Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves, defendeu que se aguarde a apuração do Tribunal de Contas da União (TCU), da Polícia Federal (PF) e do Ministério Público (MP) sobre a compra da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, pela Petrobras, antes de se instalar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre o caso na Câmara, como defende a oposição. Alves falou ao chegar ao lançamento da Agenda Legislativa da Indústria 2014 pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília.

“Uma CPI meramente para atear fogo numa questão política, em ano eleitoral, não é a vontade do País. Vamos aguardar a investigação que está sendo feita de forma responsável, isenta, pelo TCU, a Polícia Federal e o Ministério Público. Se precisarmos de mais investigação mais pra frente, vamos avaliar”, disse o presidente.

>> Senado aprova requerimento para ouvir Foster e Lobão sobre refinaria

>> Gleisi: oposição faz política eleitoral ao tentar CPI da Petrobras

Líderes da oposição na Câmara e no Senado se reúnem nesta tarde para articular a estratégia de criação de uma CPI para investigar a compra pela Petrobras da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, em 2006. O negócio custou à estatal 1,18 bilhão de dólares, quase 30 vezes o valor pago pela empresa belga Astra para adquirir a mesma refinaria, um ano antes.

Tags: compra, estatal, EUA, pasadena, Petróleo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.