Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

País

Gleisi: oposição faz política eleitoral ao tentar CPI da Petrobras

Jornal do Brasil

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) criticou, nesta segunda-feira (24), o interesse da oposição na criação de uma comissão parlamentar de inquérito para investigar a compra de uma refinaria nos Estados Unidos que deu prejuízo de mais de R$ 1 bilhão à Petrobras.

Gleisi Hoffmann afirmou que a criação da CPI é apenas uma forma de a oposição fazer política eleitoral para atingir a presidente Dilma Rousseff já que, na época da compra, era ela quem presidia o Conselho de Administração da Petrobras. A senadora explicou que a compra já está sendo investigada pelo Ministério Público e pelo Tribunal de Contas da União, não sendo necessária uma investigação política.

"Por quê quer essa casa fazer um julgamento político? Estaria aí o interesse do processo eleitoral? Se temos todos os instrumentos para fazer uma apuração técnica e, desde 2008 esse assunto já está sendo discutido, por quê agora o afã de se fazer uma investigação política?", indagou a senadora.

Gleise Hoffmann disse que, na época, Dilma só votou a favor da compra porque recebeu um parecer falho juridicamente e tecnicamente. De acordo com a senadora, o parecer omitiu duas cláusulas que, se fossem do conhecimento de Dilma, não teriam sido aprovadas.

A senadora acrescentou que a responsabilidade da compra não pode ser atribuída somente a Dilma, já que foi uma escolha colegiada que contou com a participação de renomados economistas que compunham o Conselho de Administração.

Com Agência Senado

Tags: comissão, crise, estatal, inquérito, Petróleo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.