Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

País

Petrobras tentou obter 100% de refinaria de Pasadena em 2008

Portal Terra

A diretoria da Petrobras tentou o aval do Conselho de Administração da empresa para comprar a participação da belga Astra Oil antes de partir para a briga judicial com os sócios na refinaria de Pasadena, em 2008. O preço seria 119% acima do que tinha sido pago dois anos antes e teve aprovação do conselho presidido por Dilma Rousseff e que tinha a atual presidente Graça Foster como integrante. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

O jornal teve acesso ao documento que registra reunião do conselho em 3 de março de 2008 e mostra os detalhes da apresentação na qual Nestor Cerveró, então diretor da área internacional, sugere a compra dos 50% da refinaria em poder da Astra e seus estoques por US$ 788 milhões. A Petrobras divergia do sócio sobre os investimentos previstos para Pasadena, daí a ideia de comprar a parte da belga

A proposta apresentada tinha a aprovação da diretoria executiva da Petrobras: José Sérgio Gabrielli, então presidente, e os diretores Graça Foster, Almir Barbassa, Renato Duque, Cerveró (afastado da diretoria da BR Distribuidora na sexta-feira) e Paulo Roberto da Costa (preso na quinta em operação que investiga lavagem de dinheiro). 

O valor total da proposta e a rapidez da negociação intrigaram tanto o conselho que o tema foi discutido em três reuniões, entre março e junho de 2008.

Tags: brasileira, compra, estatal, EUA, pasadena

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.