Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2014

País

Eleitores do DF têm uma semana para fazer recadastramento biométrico

Agência Brasil

Os eleitores do Distrito Federal têm uma semana para fazer o recadastramento biométrico nos cartórios eleitorais mais próximos. O prazo termina na segunda-feira (31). O eleitor deve levar documento oficial de identidade e comprovante de residência, todos originais. Os locais de atendimento vão funcionar de 8h às 18h, durante a semana. No sábado (29) e no domingo (30), o horário será de 8h às 14h.

Se não regularizar a situação até o fim do prazo, o eleitor terá o título cancelado. Com isso, terá problema para fazer matrícula em faculdades públicas, receber salário (no caso de funcionários públicos), solicitar passaporte, empréstimos, pensão ou aposentadoria, além de não poder votar.

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF), 300 mil eleitores ainda não fizeram o recadastramento. Levantamento mais recente informa que 84,08% do eleitorado do DF já foi identificado por meio das digitais.

A biometria vem sendo introduzida pela Justiça Eleitoral desde 2008, após mais de 20 anos de processo manual de votação, com urnas de lona e cédulas de votação de papel.

Para 2014, a estimativa do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) é que 22 milhões dos 140 milhões de eleitores brasileiros sejam identificados pela biometria. Quatro estados (Sergipe, Alagoas, Amapá e Distrito Federal) e 844 municípios terão eleitores votando apenas pela biometria.

Em 2008, o sistema de identificação dos eleitores, por meio da biometria, foi lançado em três cidades. Na época, 40 mil eleitores dos municípios de Colorado do Oeste (RO), Fátima do Sul (MS) e São João Batista (SC) foram os primeiros a serem identificados pelo novo processo. Nas eleições presidenciais de 2010, mais de 1 milhão de eleitores de 60 cidades de 23 estados foram identificados biometricamente. Na eleição municipal de 2012, foram 7,7 milhões de eleitores de 299 municípios.

Tags: biometria, Eleições, identificação, superior, Tribunal

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.