Jornal do Brasil

Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

País

Aliança PSB-REDE-PPS realiza Encontro Regional no Nordeste

Jornal do Brasil

Um grupo de tocadores de berimbau, instrumento típico da cultura baiana, abriu o Encontro Regional Programático da Aliança PSB-REDE-PPS na Arena Fonte Nova, em Salvador, neste sábado (22). Com a apresentação do Coordenador Executivo da Rede Sustentabilidade, Bazileu Margarido, e do Primeiro Secretário Nacional do PSB, Carlos Siqueira, várias lideranças dos partidos no Nordeste foram convidadas a compor o palco juntamente com a ex-senadora e porta-voz da REDE, Marina Silva, e o governador de Pernambuco e pré-candidato à presidência pelo PSB, Eduardo Campos.

O Nordeste é a terceira região a receber o evento, que já ocorreu em Porto Alegre, representando a região Sul, e no Rio de Janeiro, pelo Sudeste, tendo como objetivo abrir uma discussão colaborativa, aberta e democrática com a população sobre os temas e diretrizes para o Brasil.

Após a execução do Hino Nacional pela cantora baiana Ana Mametto, acompanhada de sons de berimbau e violão, um grupo de vozes e percussão vocal cantou a música “Terra, Planeta Água”, composição de Guilherme Arantes, para lembrar o Dia da Água, neste 22 de março.

Abrindo o encontro, Marina Silva frisou a importância do evento, que conta com a participação de toda a sociedade na elaboração do Programa de Governo da Aliança. “O meu cansaço físico não chega nem perto do meu vigor espiritual e da minha força que se traduz na esperança desse Brasil melhor que eu, o Eduardo e todo povo brasileiro queremos. A gente teve e tem um intenso debate que mobilizou o país, das universidade às creches, partidos e sociedade, sem militância partidária”, afirmou.

Marina enalteceu o empenho de Eduardo Campos e falou da importância de trabalhar em conjunto, com pessoas de todos os partidos que queiram iniciar uma nova política, sem a disputa pelo poder almejando apenas cargos.

O governador Eduardo Campos, por sua vez, elogiou o discurso da ex-senadora, que classificou como “inspirador”. Ele se lembrou da sua primeira campanha ao governo de Pernambuco, fazendo uma comparação com sua atual candidatura à presidência, quando disputou contra os “grandes e poderosos”. “Quando comecei minha campanha para o governador, eu não tinha nem 4% de intenção de votos. Enquanto outros tinham trio elétrico, eu tinha uma bicicleta de som pra falar no centro da cidade. Chamei jovens de todo o estado para, junto comigo, disputar uma eleição. E terminei ganhando a eleição contra as estruturas do poder, com 63% dos votos na primeira vez, me reelegendo com 83%. Cumpri um a um os compromissos que assumi com a sociedade e tenho a certeza que o Brasil espera, dessa militância extraordinária, que a gente possa salvar as conquistas que o povo brasileiro, com muita luta, fez virar realidade nesse país”.

Tags: campanhas, Campos, eleitorais, Marina, Nordeste

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.