Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Dezembro de 2014

País

Bimotor continua desaparecido no Pará

Agência Brasil

Sem pistas do paradeiro do bimotor Beechcraft BE 58 Baron, desaparecido há quatro dias no sudoeste do Pará, a Força Aérea Brasileira (FAB) reiniciou hoje (21) as buscas do avião, agora fazendo modificações no provável trajeto feito pela aeronave. Ontem (20), os militares percorreram 1.630 quilômetros quadrados e não encontraram vestígios do aparelho, que transportava uma equipe do Ministério da Saúde.

De acordo com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), como a região é de mata fechada, o bimotor de prefixo PR-LMN, pertencente à empresa Jotan Taxi Aéreo, pode estar entre as árvores, o que dificulta a localização. Desde o início da manhã, e ao longo do dia, um avião e um helicóptero da FAB continuarão as buscas.

O bimotor desapareceu terça-feira (18), por volta das 12h30, com cinco pessoas a bordo, cerca de uma hora depois de decolar do aeroporto de Itaituba, no Pará, com destino à cidade paraense de Jacareacanga.Segundo o Ministério da Saúde, estavam no avião as técnicas de enfermagem Rayline Sabrina Brito Campos, Luciney Aguiar de Sousa e Raimunda Lúcia da Silva Costa, o motorista Ari Lima e o piloto Luiz Feltrin. Eles substituiriam as equipes que prestavam atendimento às aldeias da etnia Munduruku, na região de Jacareacanga.

O ministério informou ainda que, desde a última quarta-feira (19), estão sendo feitas também buscas por terra, coordenadas pelo Distrito Sanitário Especial Indígena Rio Tapajós.

Tags: aeronave, apoio, equipe, floresta, índios, queda

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.