Jornal do Brasil

Domingo, 26 de Outubro de 2014

País

Ibope: Dilma venceria no primeiro turno

Jornal do Brasil

Pesquisa Ibope divulgada nesta quinta-feira (20) mostra que não houve alterações significativas na corrida à Presidência da República, como informou o Jornal do Brasil. Segundo a pesquisa, a presidente Dilma Rousseff continua na frente, com 40% das intenções de voto. O segundo colocado é o senador Aécio Neves (PSDB-MG), que aparece com 13%, e o terceiro, o governador de Pernambuco, Eduardo Campos (PSB), com 6%. Pastor Everaldo (PSC) registrou 3% e o senador Randolfe Rodrigues (PSOL), 1%. Os demais possíveis candidatos – Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB) e Mauro Iasi (PCB) – não pontuaram.

Nesse cenário, o mais provável, Dilma venceria no primeiro turno porque a soma das intenções de voto dos adversários não supera o percentual que ela obteve. A pesquisa indica que 12% dos entrevistados não responderam ou não sabem em quem irão votar. Os que disseram que votarão em branco ou nulo somaram 24%.

O Ibope ouviu 2.002 eleitores entre 13 e 17 de março. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos. O levantamento está registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TSE) sob o protocolo nº BR-00031/2014.

Marina Silva

O Ibope também simulou um cenário em que o candidato do PSB é a ex-senadora Marina Silva, atualmente cotada para ocupar a posição de vice na chapa de Eduardo Campos.

Nessa hipótese, Dilma teria os mesmos 40% e também venceria no primeiro turno; Aécio, 13%; Marina, 9%; Pastor Everaldo, 2%; Randolfe, 1%; e Eymael, Levy Fidelix e Mauro Iasi, 0%. Brancos e nulos somariam 23% e os que não sabem ou não responderam, 11%.

Com três candidatos

Outro cenário experimentado pelo Ibope reúne como candidatos somente Dilma, Aécio e Campos. Nesse caso, o resultado apurado pelo instituto foi: Dilma, 43%; Aécio, 15%; Eduardo Campos, 7%; brancos e nulos, 25%; não sabem/não responderam: 11%.

Na situação em que o Ibope usou Marina Silva no lugar de Eduardo Campos, o resultado é: Dilma, 41%; Aécio, 14%, Marina, 12%; brancos e nulos, 22%; não sabem/não responderam: 10%.

Em ambos os cenários, a presidente seria reeleita no primeiro turno.

Segundo turno

Na hipótese de segundo turno, Dilma venceria Aécio por 47% a 20% (25% de brancos e nulos e 9% não sabem/não responderam), segundo o Ibope.

Se a adversária for Marina Silva, a atual presidente ganharia por 45% a 21% (brancos e nulos, 24%; não sabem/não responderam, 10%), apurou o instituto. Contra Eduardo Campos, Dilma teria 47% e o governador, 16% (brancos e nulos, 26%; não sabem/não responderam, 11%).

JB já antecipava que não haveria alterações

Mais cedo, o Jornal do Brasil anunciava que aguardava os números, mas mantinha a expectativa de que não haveria mudanças na corrida ao Palácio do Planalto, com os candidatos ocupando praticamente as mesmas posições de levantamentos anteriores. Para o JB, se houver mudanças, deverão ocorrer mais à frente com as novas pesquisas de popularidade. A divulgação, no entanto, estava causando uma onda de especulação pelo fato de ter sido adiada de ontem para hoje.

O acompanhamento do processo eleitoral pelo JB mostra que não houve grandes mudanças na intenção de voto dos eleitores e a especulação que está ocorrendo desde ontem reflete mais uma articulação intensa da oposição do que uma mudança em relação à popularidade dos candidatos. Os rumores, no entanto, já refletem sobre ações de algumas estatais, como Eletrobras e Petrobras que tiveram uma alta no preço de suas ações.

O Ibope registrou a pesquisa no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR-00031/2014 na última sexta-feira (14) e sua divulgação estava prevista para esta quarta-feira. No entanto, o levantamento, encomendado pela TV Globo e pelo Estadão, não foi mostrado pelos dois dois veículos, o que gerou todo tipo de especulação. No decorrer do dia, surgiu a informação de que a pesquisa não tinha sido encomendada por nenhum veículo de comunicação e teria sido uma iniciativa do próprio IBOPE ao custo de R$ 180 mil.

A novidade que a pesquisa do IBOPE poderia mostrar seria a intenção de votos dos eleitores em Marina Silva independentemente de sua coligação com o candidato do PSB Eduardo Campos. Embora pudesse mostrar essa simulação, até o momento, a hipótese mais provável é que Marina seja mesmo vice de Campos com a chapa sendo anunciada no início de abril. O levantamento vai mostrar ainda a intenção de voto do eleitor tendo Dilma ou não em algumas simulações.

O levantamento poderia mostrar ainda novos candidatos de pequenos partidos que estão se lançando à corrida presidencial, sendo que o de maior expressão é o senador Randolphe Rodrigues, do Psol, que espera criar um novo fenômeno com sua candidatura angariando os votos de protesto e dos descontentes com todos os demais candidatos com maiores chances na disputa.

Tags: corrida, dilma, enquete, Ibope, presidência

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.