Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

País

Operação Lava Jato prende condenado na ação penal do mensalão

Enivaldo Quadrado já cumpre pena alternativa por lavagem

Jornal do BrasilLuiz Orlando Carneiro

Brasília - A Operação Lava-Jato, deflagrada pela Polícia Federal (PF) na manhã desta segunda-feira (17/3), prendeu um dos condenados, pelo Supremo Tribunal Federal, na ação penal do mensalão. Enivaldo Quadrado, que era um dos sócios da corretora Bônus Banval, diretamente envolvida no esquema da Ação Penal 470, foi detido em Assis (SP), onde cumpria pena de 3 anos e 6 meses por lavagem de dinheiro, transformada em prestação de serviços à comunidade por igual período.

>> PF prende 24 suspeitos por lavagem de dinheiro

Quadrado está entre os 24 presos na Operação Lava Jato, deflagrada nesta manhã, pela Polícia Federal, para desarticular organizações criminosas de lavagem de dinheiro, em seis estados e no Distrito Federal. De acordo com a PF, o grupo arquitetou e operava um esquema que movimentou mais de R$ 10 bilhões. Em Brasília, foi preso Carlos Chater, dono de um dos maiores postos de gasolina da região central da capital federal.

De acordo com informações fornecidas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF/MF) e obtidas pela Polícia Federal, os grupos investigados registraram comunicações de operações financeiras atípicas.

A operação contou com a participação de aproximadamente 400 policiais federais que deram cumprimento a 81 mandados de busca e apreensão, 18 mandados de prisão preventiva, 10 mandados de prisão temporária e 19 mandados de condução coercitiva, em 17 cidades dos seguintes estados:

PR (Curitiba, São José dos Pinhais, Londrina e Foz do Iguaçu), SP(São Paulo, Mairiporã, Votuporanga, Vinhedo, Assis e Indaiatuba) DF(Brasília, Águas Claras e Taguatinga Norte), RS(Porto Alegre), SC (Balneário Camboriú), RJ (Rio de Janeiro), MT(Cuiabá). Os mandados foram expedidos pela Justiça Federal no Estado do Paraná.

São cumpridas também ordens de sequestro de imóveis de alto padrão, além da apreensão de patrimônio adquirido por meio de práticas criminosas, e bloqueio de dezenas de contas e aplicações bancárias.

Tags: ação, brasil, Câmbio, clandestino, polícia

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.