Jornal do Brasil

Sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

País

Dilma destaca importância do ensino técnico para desenvolvimento do país

Agência Brasil

A presidenta Dilma Rousseff ressaltou hoje (17) a importância do ensino técnico para o desenvolvimento do país. Em entrevista no programa semanal Café com a Presidenta, ela falou sobre as inscrições no Sistema de Seleção Unificada da Educação Profissional e Tecnológica (Sisutec) que começam nesta segunda-feira.

Os cursos técnicos duram de um ano e meio a dois anos. No período, além das aulas teóricas, o estudante tem aulas em laboratórios e faz treinamento ou estágio em empresa para que, ao concluir o curso, tenha uma profissão. “É por isso que as instituições de ensino que oferecem vagas pelo Sisutec são avaliadas pelo Ministério da Educação, porque queremos que os cursos técnicos sejam de alta qualidade. O Brasil precisa muito de técnicos, com habilidade, conhecimento, boa formação, porque eles vão contribuir para o desenvolvimento do nosso país”, destacou Dilma.

Segundo a presidenta, no ano passado, quando o Sisutec foi criado, houve um total de 737 mil inscrições de todo o Brasil para 240 mil vagas. “Foi por isso que nós decidimos ampliar a oferta de vagas na atual edição do Sisutec e estamos oferecendo mais 52 mil vagas”, disse.

A presidenta explicou que em vários países desenvolvidos, como a Alemanha, a maioria dos estudantes do ensino médio opta pela educação profissional. “Hoje, 1,7 milhão de estudantes já fizeram ou estão fazendo cursos técnicos pelo Pronatec [Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e ao Emprego]. Com isso, aumentamos a competitividade de nossas empresas e geramos mais crescimento para o Brasil”, ressaltou.

O Sisutec oferece 291 mil vagas em cursos técnicos em todos os estados. Nesta edição, 937 instituições de ensino públicas e privadas, além das escolas do Senai e do Senac, vão oferecer esses cursos. Todas as vagas oferecidas são gratuitas e fazem parte do Pronatec. Para participar do Sisutec é preciso ter feito o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013. “É por isso que o número de participantes do Enem bate recorde a cada ano. Em 2013, foram mais de 5 milhões de participantes”, lembrou Dilma.

Dilma informou que o resultado da primeira chamada será divulgado no dia 25 de março e o da segunda chamada, no dia 1º de abril. Depois desse período, se houver vagas não preenchidas pelos participantes do Enem, elas serão destinadas para quem concluiu o ensino médio em qualquer época. As aulas começam entre 14 de abril e 12 de maio.

Na primeira edição de 2014, são oferecidas vagas em 122 cursos, como mecânica, eletrotécnica, automação industrial, edificações, logística, segurança do trabalho, informática, enfermagem, radiologia, computação gráfica, farmácia, meio ambiente.

O primeiro acesso ao ensino superior com base na nota do Enem começa no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), que oferece vagas em universidades públicas e institutos federais. Caso o estudante não consiga uma vaga pelo Sisu, tem ainda a chance de entrar para a universidade privada pelo Programa Universidade para Todos (ProUni). Com a nota do Enem, o jovem pode ainda estudar em uma universidade particular com o financiamento do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), que paga entre 50% até 100% da mensalidade, cobrando juros baixos de 3,4% ao ano.

Tags: ensino, presidente, pronunciamento, Sistema, sisutec

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.