Jornal do Brasil

Sábado, 20 de Setembro de 2014

País

Proibida de fazer contratos públicos, Siemens perde 'selo ético'

Portal Terra

Antes orgulhosa de ser uma das quatro primeiras empresas incluídas no Cadastro Empresa Pró-Ética, a multinacional alemã Siemens teve cassado o selo ético que lhe foi dado pela Controladoria-Geral da União (CGU) em 2011. A empresa, atingida pela denúncia de formação de cartel no setor metroferroviário de São Paulo e do Distrito Federal, foi ainda incluída no cadastro de empresas inidôneas e suspensas, mantido pela controladoria. 

Como a empresa já está proibida pela Justiça de contratar com o setor público, essa inclusão tem valor apenas simbólico. 

A Siemens já havia sido sido proibida pelos Correios de participar de licitações por suspeita de corrupção e fraude a duas concorrências da estatal ocorridas em 1999 e 2004. A empresa não pode participar de licitações no País até 2018. 

Quanto às decisões da CGU e da Justiça, a multinacional disse que o selo ético foi cassado "temporariamente" e questiona judicialmente a decisão dos Correios. ?

Tags: cartel, desvios, formação, SP, Transportes

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.