Jornal do Brasil

Quarta-feira, 20 de Agosto de 2014

País

Campos assina atos que beneficiam carreiras de delegado e PM

Jornal do Brasil

O governador Eduardo Campos assinou, nesta quinta-feira (13/03), dois atos que irão beneficiar a operacionalidade da segurança pública em Pernambuco. Um deles trata do Projeto de Emenda Constitucional, que altera o artigo 103 da Constituição Estadual: na prática, transformará a carreira de delegado de Polícia Civil em jurista; o outro autoriza a convocação de 1.000 aprovados no último concurso da Polícia Militar, realizado em 2009, para recompletar o efetivo.

As assinaturas ocorreram na abertura da reunião do Comitê Gestor do Pacto pela Vida, realizada logo cedo na sede da Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado. O governador agradeceu o empenho das equipes que trabalham no Pacto e parabenizou pelos resultados já alcançados. Ressaltou, ainda, benefícios das medidas para a segurança do Estado. "O recompletamento do efetivo será direcionado às áreas de maior desafio do ano no Pacto pela Vida", destacou Campos.

O secretário de Defesa Social, Alessandro Carvalho, destacou a importância dos atos. "Com relação aos delegados é um estímulo. A motivação não se dá apenas pelo salário, ela se dar pelo reconhecimento de uma função que é indispensável na percepção criminal. Sobre os policiais militares nós temos toda a semana o monitoramento das 26 áreas integradas de segurança e vamos dar prioridade onde as estatísticas e a gestão nos dizem que é necessário o reforço", afirmou.

O chefe de Polícia Civil, Oswaldo Morais, comemorou a ação, que atende a um pleito antigo da categoria. "Isso não é só importante para os delegados, mas também para a sociedade. A sociedade vai ter um profissional motivado e qualificado. Mais uma vez o governador Eduardo Campos faz história em Pernambuco, na segurança pública do Estado e para a Polícia Civil",  diz Morais.

Já os mil aprovados no último concurso da PM serão submetidas a segunda etapa do concurso, e, em seguida, ao curso de formação para serem nomeados. "Esses policiais que serão contratados vão repor os que estão saindo. Vamos procurar reforçar as áreas mais problemáticas, em termos de resultados, do Pacto pela Vida, para que possamos priorizar a distribuição desse efetivo para essas áreas", afirma o comandante geral da Polícia Militar, Carlos Pereira.

 

Tags: carreira, estado, Governo, pernamabuco, polícias

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.