Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

País

Petrobras: Comissão da Câmara vai ouvir Graça Foster sobre denúncia

Agência Brasil

A presidenta da Petrobras, Graça Foster, será convidada, nos próximos dias, para explicar aos deputados da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara detalhes sobre as denúncias envolvendo contratos firmados entre a estatal e a empresa SBM Offshore. Pelo requerimento aprovado há pouco, o colegiado espera ouvir o que a Petrobras tem feito sobre a suspeita de irregularidades, desde que o caso foi divulgado. A expectativa é que a audiência pública com Graça Foster ocorra ainda este mês.

O convite foi aprovado um dia depois que os parlamentares decidiram criar uma comissão externa para acompanhar a investigação sobre pagamento de propina pela empresa, sediada na Holanda, a funcionários da estatal brasileira. Pelas denúncias divulgadas por partidos de oposição ao governo, o pagamento seria feito para garantir contratos de locação de plataformas petrolíferas entre 2005 e 2012.

A presença de Graça Foster independe da instalação da comissão externa, que terá integrantes indicados pelos partidos. De acordo com a Mesa Diretora da Câmara, o presidente da Casa, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), deve definir hoje (12) o tamanho do colegiado e os primeiros prazos.

Enquanto isto não ocorre, a Comissão de Fiscalização e Controle decidiu convidar também o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, para falar sobre o mesmo assunto.

A pauta da comissão de hoje refletiu a indisposição instalada entre o Executivo e o Legislativo. Entre 22 itens votados, 17 eram convocações ou convites direcionados a nove ministros do governo, além dos convites a Graça Foster e ao presidente de Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Luciano Coutinho, para falar sobre repasses de recursos da instituição a entidade ligada ao Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST) e sobre o empréstimo concedido à construtora Odebrecht para obras do Porto de Mariel, em Cuba.

Entre os nomes de ministros que serão convidados está o de Arthur Chioro (Saúde), para esclarecer detalhes sobre a contratação dos médicos cubanos do Programa Mais Médicos. O requerimento foi recebido com tranquilidade pelo PT, partido do governo. O ex-líder da legenda na Câmara, José Guimarães (CE), garantiu que “se a disposição é ouvir o ministro sobre o programa, a bancada se compromete a chamá-lo”. Segundo Guimarães, Chioro poderia comparecer a qualquer momento.

A informação levou o autor do requerimento, Mendonça Filho, líder do DEM, a estabelecer uma data. Segundo ele, o ministro da Saúde deve comparecer no colegiado na próxima quarta-feira (19). “As informações são graves, envolvem trabalho escravo e não estão esclarecidas”, avaliou Mendonça Filho.

Os deputados ainda não concluíram a votação de todos os requerimentos. A cada aprovação o clima de comemoração toma conta do plenário ocupado pelo colegiado.

Tags: câmara, comissão, estatal, pretóleo, requerimento

Compartilhe:

Comentários

1 comentário
  • Ricardo Caldeira

    Somente jornalista do JB para escrever "presidenta". Dilma é uma anta e esse "profissional" do JB também.

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.