Jornal do Brasil

Segunda-feira, 1 de Setembro de 2014

País

Em um mês de operações, polícia prendeu 21 pessoas na Vila Kennedy

Agência Brasil

A Polícia Militar já prendeu 21 pessoas desde que começou a fazer incursões diárias na comunidade da Vila Kennedy, em Bangu, na zona oeste do Rio, no dia 9 de fevereiro. As ações antecedem a ocupação permanente da favela, prevista para amanhã (13), com o objetivo de instalar uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) no local.

Ontem (11), policiais do Batalhão de Bangu (14º BPM) fizeram novas ações na comunidade, mas ninguém foi preso. O policiamento na região permanece reforçado, segundo a assessoria de imprensa da Polícia Militar.

No Complexo do Alemão, na zona norte da cidade, não foram registrados novos confrontos hoje. O policiamento no local, onde há UPPs instaladas, segue reforçado, já que ontem houve manifestação, com fechamento de uma das principais vias de acesso ao conjunto de favelas.

Foi ateado fogo a lixeiras, pneus e madeiras. Um caminhão foi posicionado no meio da via. Policiais tiveram que dispersar os manifestantes com gás lacrimogêneo e spray de pimenta.

Depois da manifestação, por volta das 18h30, criminosos atiraram contra policiais da UPP da Nova Brasília, uma das unidades pacificadoras do Complexo do Alemão, próximo à Estação Itararé do teleférico da comunidade. De acordo com a PM, não há informação de feridos.

Tags: CONFLITO, pacificação, PM, Rio, unidade

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.