Jornal do Brasil

Quarta-feira, 27 de Agosto de 2014

País

Líder do governo lança dúvidas sobre denúncias contra Petrobras

Agência Câmara

O líder do governo, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), disse nesta terça-feira que o ministério público da Holanda ainda não decidiu se vai, ou não, levar adiante as investigações sobre as denúncias de que uma empresa daquele país teria pago propina a funcionários da Petrobras.

A Câmara analisa um requerimento para criar uma comissão externa para acompanhar as investigações. "No exato dia em que a Petrobras está captando 12 bilhões de dólares, a Câmara dos Deputados traz para ser votado requerimento para acompanhar aquilo que, tudo indica, ainda não existe", criticou Chinaglia.

Para o líder, aprovar o requerimento seria um "erro político". "Vai colocar a Petrobras em dúvida no plano internacional por uma investigação que não existe, e a Câmara ainda pode ficar em maus lençóis ao não ter acesso às investigações", disse Chinaglia.

O deputado voltou a dizer que é importante preservar a imagem da Petrobras. "Se alguém imagina que estamos defendendo o governo, ledo engano. Estamos defendendo um patrimônio que é dos brasileiros", disse.

Para a oposição, no entanto, é necessário olhar com mais cuidado a atuação da direção da Petrobras. Além disso, parlamentares da oposição ressaltam que as ações da empresa atingiram o menor valor desde 2009. "O que acontece hoje com a Petrobras, com as ações em queda, é resultado da malversação do dinheiro público", disse o deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP).

Tags: comissão, denúncias, estatal, Governo, Petróleo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.