Jornal do Brasil

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014

País

Governo acriano reforça transporte aéreo de alimentos

Agência Brasil

O governo do Acre vai usar mais um avião de carga para aumentar o transporte de alimentos entre sua capital, Rio Branco, e a de Rondônia, Porto Velho.Segundo o governador do Acre, Tião Viana, o estado já está há 15 dias em isolamento intermitente. “É a maior tragédia natural da região. Temos notícia de pessoas mortas na Bolívia. O Rio Madeira [cujo nível chegou hoje de manhã a 18,91 metro] nunca esteve neste nível, e o Acre tem sido privado do acesso a bens duráveis”.

O avião comercial fretado que passará a ser usado pelo governo tem capacidade para até 20 toneladas e vai se juntar aos três aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) que já fazem o transporte de perecíveis para Rio Branco. Também estão sendo usados quatro caminhões do Exército com suspensão mais elevada para fazer o transporte das cargas nos trechos da BR-364 atingidos pelas águas do Rio Madeira.

Além deles, balsas saíram de Manaus  transportando gás de cozinha e combustível até Rio Branco. Está prevista para a madrugada deste sábado (8) a chegada da primeira balsa com carregamento de gás de cozinha, trazendo 450 toneladas para abastecimento de botijões. Outra balsa, com 5 milhões de litros de combustível, tem previsão de atracamento apenas no dia 14.

A BR-364 é monitorada constantemente pela Polícia Rodoviária Federal e pelo Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) nos pontos de correnteza, onde a água invade a pista. Para que os caminhões possam trafegar foi construído um novo atracadouro para as balsas na travessia do Rio Madeira na região do Rio Abunã. Segundo o governo do Acre, 65 carretas de diversas regiões do país transportando insumos para construção civil, alimentos perecíveis, combustível e gás de cozinha chegaram ontem (6) a Rio Branco.

De acordo com o governo do Acre, por medida de segurança, o trânsito na estrada e a travessia da balsa não estão ocorrendo à noite.

Tags: ACRE, enchentes, estradas, fechadas, isolamento

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.