Jornal do Brasil

Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

País

Rebaixada, presidente da Pérola diz: foi nivelado por baixo

Portal Terra

O Carnaval de São Paulo não terminou muito bem para as escolas Pérola Negra e Leandro de Itaquera, que ficaram nas últimas posições na classificação do Grupo Especial e foram rebaixadas. Elas somaram 267.1 e 266.4 pontos, respectivamente, não conseguindo alcançar a primeira escola que se manteve no Grupo, a Nenê de Vila Matilde.

“Como sempre, foi nivelado por baixo, estão de parabéns. Fomos bem julgados, parabéns aos julgadores”, disse ironicamente Edilson Casal, presidente da Pérola Negra, visivelmente chateado. Quando questionado sobre a avaliação do desfile das primeiras colocadas, ele foi de poucas palavras: “Só julgo a minha escola, que foi bem. Estou tranquilo com o trabalho, se os julgadores não veem da forma correta, parabéns para eles”.

Edson Prado, diretor artístico da Leandro de Itaquera, manteve a posição forte da escola, que foi surpreendida pela chuva de granizo ao entrar no Anhembi, no primeiro dia de desfiles. “Praticamente caímos por conta da evolução e da bateria. Se for falar que os jurados julgaram errado, com aquela chuva não tem instrumento que aguente. Mas a escola trabalhou, tomamos chuva, sabíamos que estávamos em uma disputa, e como pode uma escola evoluir com aquele temporal?”, disse. Ao ser perguntado se achava que o jurado deveria ter considerado as condições do tempo, Prado não deu o braço a torcer. “Jurado tem que julgar o que vê, podia ficar uma pista para os outros, só porque tomaram aquela chuva são coitadinhos. A comunidade não é coitada”, completou.

Em 2013, ambas estavam no Grupo de Acesso e conquistaram os primeiros lugares no desfile, conquistando as vagas para o Grupo Especial neste ano. Em 2015, elas voltam para a disputa do grupo inferior.

Tags: desfiles, escolas, samba, SP, vencedoras

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.