Jornal do Brasil

Sexta-feira, 22 de Agosto de 2014

País

Prefeito afirma que mudanças no Campo Grande deverão ser mantidas

Jornal do Brasil

O prefeito de Salvador, ACM Neto, avaliou como positivas as mudanças aplicadas no Carnaval e afirmou que a tendência é que o novo traçado da festa seja mantido no Campo Grande. Nesta terça-feira (04), Neto concedeu entrevista à imprensa e fez um balanço da festa. Ele também elogiou os resultados alcançados pelo Furdunço e Afródromo, que levaram mais foliões pipoca à rua, bem como os blocos sem corda. 

"Nossa ideia é manter o traçado, sabendo que algumas questões precisam ser ajustadas, talvez com a flexibilização para algumas agremiações", afirmou o prefeito.

"Foi um conjunto de novidades de uma vez só, e o destaque foi para a participação popular. O Carnaval foi feito para aquele que quer curtir a festa na rua, que esse ano teve o Furdunço e o Afródromo, por exemplo. Sabemos que algumas questões precisam ser revistas e que é necessário adaptação. No entanto, o trânsito fluiu melhor com as barreiras montadas nos acessos dos circuitos, mas ainda identificamos alguns problemas no transporte. Esse foi nosso primeiro Carnaval, totalmente organizado pela atual administração, e já percebemos o retorno das famílias, de foliões que há muito tempo haviam abandonado a festa", acrescentou.

Neto destacou que a cidade só tem a ganhar com esse novo formato de organização da festa, aplicando exclusivamente investimentos privados. Ano passado, a Prefeitura injetou R$ 19 milhões. Esse ano houve saldo positivo de R$ 10 milhões por conta dos patrocínios. Trata-se de dinheiro que será investido em melhorias na infraestrutura e serviços públicos, num movimento inverso ao que acontecia anteriormente. "Pela primeira vez o Carnaval se sustentou sozinho. Antes, era preciso tirar dinheiro da administração para colocar no Carnaval. Agora acontece exatamente o contrário. Todo mundo ganhou".

Tags: acm neto, Blocos, desfiles, Salvador, trios

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.