Jornal do Brasil

Quarta-feira, 30 de Julho de 2014

País

Polícia investiga desaparecimento de jornalista no interior de SP

Portal Terra

A Polícia Civil investiga o desaparecimento de um jornalista que trabalha em uma emissora de televisão da capital paulista. De acordo com a família, Celso Mazzieri, 45 anos, está desaparecido desde a madrugada de sábado, quando saiu de uma festa em Porto Feliz (SP) e não foi mais visto. 

Paulo Henrique Andrade, 31 anos, primo do jornalista, contou que Celso havia viajado para a cidade na região de Sorocaba para se encontrar com um rapaz com quem vem se relacionando há cerca de quatro meses. "Ele estava com esse rapaz e outros três amigos em uma festa em Porto Feliz. Então deixou esse amigo em casa e seguiria para São Paulo, para a casa da mãe dele, onde pegaria a minha tia e iria com a família passar o feriadão na praia, mas não deu notícias", informou.  

O carro, um Citroen C3 de cor preta placas DOC 0653, de São Paulo, foi avistado por testemunhas, nas proximidades da casa do rapaz que viu Celso pela última vez. A polícia e familiares fizeram buscas na região, mas nada foi encontrado. "O perfil dele é de uma pessoa que sempre se comunica. Ele mora com a mãe, de 70 anos, eles estão sempre em contato em um curto espaço de tempo. Nós seguimos o rastro dele, mas ele simplesmente desapareceu", lamentou. 

A família divulgou três números de celulares para receber informações sobre o paradeiro de Celso: (11) 9 8795-0666 / 9 4678 8941 / 9 9885 -3622. De acordo com a família, uma das linhas de investigação é que o jornalista tenha sido sequestrado. "Há rumores que ele vendeu o segundo carro que tinha essa semana e estava capitalizado e existia possibilidade de sequestro, então tinha dinheiro em espécie. Temos a esperança de encontrá-lo com vida", completou. 

O primo disse que a polícia iria ouvir na tarde desta terça-feira os amigos que estiveram com Celso na última noite que ele foi visto, em Porto Feliz. Dois irmãos do jornalistas acompanham as investigações da delegacia da cidade. Desde sábado, as tentativas para o celular de Celso dão todas na caixa postal. A família conseguiu acessar o perfil dele no Facebook e agora usa para centralizar informações sobre as buscas. "Levantamos o histórico das conversas deles e hoje a polícia levou a máquina dele para averiguação", contou Paulo Henrique. 

Tags: Carnaval, cidade, repórter, SP, sumiço

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.