Jornal do Brasil

Terça-feira, 2 de Setembro de 2014

País

SP: cidade do interior espera 150 mil foliões no Carnaval

Agência Brasil

O tradicional Carnaval de Marchinhas, de São Luiz do Paraitinga (SP), celebra neste ano sua 34ª edição. Até a próxima terça-feira, 25 blocos e 12 bandas vão animar o carnaval luizense, que tem como tema Chuva de Confetes. A expectativa da prefeitura é atrair mais de 150 mil pessoas nos cinco dias de festa.

O carnaval da cidade teve início na noite de ontem com a apresentação de três blocos e de uma banda. Neste sábado, a festa começou ao meio-dia, com a apresentação do Bloco Juca Teles, no qual os integrantes usam cartolas, retalhos e o florido tecido de chita.

"O grande diferencial de São Luiz do Paraitinga é a manutenção da cultura das marchinhas. A cidade possui seus ritmos próprios e música própria, de compositores locais", disse Eduardo de Oliveira Coelho, diretor de Turismo da cidade, em entrevista à Agência Brasil.

Por muitos anos, desde o início do século 20, São Luiz do Paraitinga ficou proibida de promover o carnaval pela Igreja Católica local, que considerava a festa profana. Com isso, surgiu o mito de que brincar o Carnaval fazia aparecer rabo e chifre nos foliões. Só em 1981, com o tema Carnaval do Rabo e Chifre, é que a festa foi retomada e os primeiros blocos começaram a surgir na cidade.

Três anos depois, surgiu o Festival de Marchinhas Carnavalescas, criado para revelar novos talentos e produzir um acervo de marchinhas próprias e locais. Segundo a prefeitura, estima-se que a cidade possua cerca de 2 mil marchinhas.

Em 2010, no entanto, o carnaval da cidade teve que ser interrompido, após a cidade ser devastada por uma inundação. A enchente, causada pela elevação das águas do Rio Paraitinga, danificou cerca de 300 construções da cidade, desalojando cerca de 9 mil moradores. Boa parte do casario histórico, a Igreja Matriz de São Luís de Tolosa, a Capela das Mercês e o prédio da biblioteca foram destruídos. "Em 2010, com a catástrofe, não foi possível fazer o carnaval", relembrou Coelho. Mas a festa, segundo ele, foi se recuperando nos anos seguintes e a expectativa é atrair até 20% a mais de turistas este ano, comparado ao ano passado, quando 150 mil pessoas passaram pela cidade.

"São Luiz do Paraitinga foi marcada pela questão das enchentes, mas também por sua reconstrução. O carnaval vem em uma crescente, aumentando o número de visitantes. Mais de 80% da cidade foi reconstruída, restando poucas residências antigas, e em breve teremos a reinauguração da Igreja de São Luís de Tolosa", disse ele. A prefeitura espera reinaugurar a Igreja Matriz até maio deste ano, antes da Festa do Divino.

Tags: Carnaval, marchas, minterior, SP, tradição

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.