Jornal do Brasil

Quinta-feira, 31 de Julho de 2014

País

Mulher morre atingida por trem da CPTM após discussão

Portal Terra

A vigilante Nivanilde da Silva Souza, 38 anos, morreu na madrugada desta sexta-feira na Santa Casa de Misericórdia, em São Paulo, onde estava internada desde terça-feira, quando foi atingida por um trem da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) após discutir com um funcionário. O acidente ocorreu na plataforma quatro da estação da Luz, às 18h30. 

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP), após a mulher entrar na barreira de embarque preferencial, um estagiário da estação, de 17 anos, que fiscalizava a entrada, a abordou. Segundo o relato do jovem, ele pediu documento para a passageira, que alegou estar grávida e teria se recusado a mostrá-lo.

Segundo as testemunhas, o garoto quis segurá-la e foi empurrado pela vigilante que, em seguida, tentou derrubá-la no chão. Nesse momento, agentes ferroviários intercederam, segurando Nivanilde pelo braço e deram voz de prisão por ter agredido o adolescente. Ainda conforme a SSP, a vigilante se descontrolou, disse que não seria presa, gritou e se jogou na direção dos trilhos. Um segurança conseguiu agarrá-la, mesmo assim, um trem atingiu a cabeça da vítima.

Nivanilde foi socorrida para o pronto-socorro da Santa Casa em estado grave, onde morreu às 2h23 de hoje. A SSP disse que as imagens das câmeras do centro de controle operacional confirmaram que a vítima se jogou, o que também foi constatado pela delegada Sandra Márcia Buzati. 

A assessoria da Santa Casa não confirmou a gravidez ou a causa da morte de Nivanilde porque a família pediu que não fossem divulgadas informações a respeito. 

Tags: morte, SP, Transportes, trem, trilhos

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.