Jornal do Brasil

Segunda-feira, 21 de Abril de 2014

País

Líder do PDT diz que partido não integra bloco independente

Agência Câmara

O líder do PDT na Câmara, deputado Vieira da Cunha (RS), informou que o partido não integra o bloco informal formado por outros partidos da base aliada que estão descontentes com o governo. O chamado “blocão” é formado por PMDB, PP, Pros, PR, PTB, PSC e por uma legenda da oposição (SDD).

Um dos objetivos do bloco é propor a votação de projetos independentemente da vontade do governo.

“Quero, com veemência, repelir as insinuações e informações de que o nosso partido estaria servindo de instrumento para outro partido pressionar o governo em troca de ministérios, de cargos ou de benesses”, disse Vieira da Cunha.

Apesar disso, o líder do PDT reforçou que o partido tem “ideologia, tem programa e tem princípios" dos quais não se afasta. Por esse motivo, Vieira da Cunha disse que é favorável ao requerimento apresentado pela liderança do PSDB para criação de uma comissão externa destinada a investigar denúncias de corrupção na Petrobras.

“Todas as ações que a nossa bancada tomar nesta Casa será sempre visando à defesa e ao fortalecimento da Petrobras. Não é possível que nós possamos jogar para debaixo do tapete denúncias da maior seriedade, da maior gravidade. Temos o dever de investigar, e se depender do PDT, esta comissão externa será aprovada”, afirmou.

Tags: blocão, CONGRESSO, denúncias, estatal, votações

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.