Jornal do Brasil

Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

País

Polícia pede prisão de suspeitos de matar publicitário no RS

Portal Terra

A polícia já pediu a prisão temporária, nesta quarta-feira, de suspeitos de terem participado do latrocínio que terminou com a morte do publicitário Lairson José Kuinzler, na segunda-feira, em Porto Alegre. A vítima era sócia da agência Paim.

De acordo com a delegada responsável pela 6ª Delegacia da Polícia Civil, Aurea Regina Hoeppel, que comanda as investigações, foram feitos os pedidos das prisões e de buscas, mas as solicitações ainda carecem de resposta da Justiça.

“Está tudo bem adiantado. As investigações evoluíram muito, o inquérito está quase pronto... provavelmente amanhã teremos uma resposta”, disse a delegada sobre os pedidos feitos à Justiça. 

Segundo ela, as imagens e demais provas técnicas coletadas no dia do crime apontam que os bandidos são especializados em saidinha de banco, assaltos cometidos contra clientes que deixam agências bancárias após saques em dinheiro. 

De acordo com o depoimentos de testemunhas,  Kunzler passou em uma agência bancária onde sacou mais de R$ 40 mil, e uma pessoa teria observado e saído do banco após a movimentação do publicitário.

As imagens das câmeras de segurança do condomínio onde a vítima morava, na Carvalhada, zona sul da cidade, e das câmeras da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), mostram Kunzler sendo seguido por duas pessoas em uma moto logo após deixar o banco.

Ele foi abordado na entrada da garagem , mas acelerou o carro quando os bandidos se aproximaram. Um dos assaltantes disparou cinco vezes - sendo que um dos tiros atingiu a cabeça do publicitário -, abriu a porta do carro, com a vítima ainda agonizando, e roubou o malote com o dinheiro. 

Tags: crime, empresários, gaúchos, imagens, morte

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.