Jornal do Brasil

Quinta-feira, 18 de Dezembro de 2014

País

Arfoc-SP: fotógrafos foram agredidos mesmo seguindo orientações da PM

Portal Terra

A Associação de Repórteres Fotográficos e Cinematográficos do Estado de São Paulo (Arfoc-SP) afirmou, em nota, que cinco fotógrafos que faziam a cobertura do protesto realizado no último sábado (22), na capital paulista, foram agredidos ou detidos pela Polícia Militar, “mesmo seguindo as recomendações de identificação por parte do Comando da PM”.

De acordo com a associação, o fotógrafo Bruno Santos, do Terra,  foi ferido na perna e encaminhado a um hospital, além de ter o equipamento quebrado; Aloísio Mauricio, da agência Brazil Photo Press, foi agredido e detido temporariamente; Victor Moriyama, da Getty Images, foi agredido e detido temporariamente; Evelson de Freitas, do jornal O Estado de S.Paulo, foi atingido na mão por um cassetete e Nelson Antoine, da agência Fotoarena, foi agredido nas costas e teve seu equipamento quebrado, ambos por cassetete.

A associação recomendou aos profissionais o uso de equipamentos de proteção individual e a identificação de IMPRENSA/PRESS durante a cobertura das manifestações. 

“A Arfoc-SP vem a público pedir a proteção dos profissionais, a liberdade de imprensa e a segurança para o exercício da profissão já visando próximas manifestações previstas ao decorrer do ano e durante a Copa do Mundo”, disse a associação, em nota. 

Tags: Atos, protestos, ruas, SP, vandalismo

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.