Jornal do Brasil

Sexta-feira, 19 de Setembro de 2014

País

Acusados de matar estudante da Unicamp vão a júri popular

Portal Terra

O juiz José Rodrigues Torres, da 1ª Vara do Júri de Campinas, decidiu que os acusados pela morte do estudante da Universidade de Campinas (Unicamp) Denis Papa Casagrande serão submetidos a julgamento pelo júri popular, ainda sem data prevista. O estudante de 21 anos foi esfaqueado em 21 de setembro no campus da universidade durante uma festa organizada por alunos.

De acordo com a denúncia, em setembro do ano passado, uma das acusadas teria matado o estudante com golpes de faca. Os outros dois réus desferiram vários pontapés e socos na cabeça do estudante, até mesmo com um skate. O magistrado afirmou em sua sentença que “a mantença da prisão preventiva é de rigor, mas a partir deste momento, o prazo de segregação provisória será indeterminado”.

Segundo investigação conduzida pela Policia Civil, Casagrande foi morto após participar de uma briga que envolveu os três acusados e dois adolescentes que estão à disposição da Vara da Infância e Juventude. Além do corte, o rapaz teria sido espancado, conforme apontaram os laudos  do Instituto Médico Legal (IML). Uma faca supostamente usada pela mulher foi localizada pela Policia dois dias depois do crime,  enterrada em um ponto de ônibus.

Durante as investigações, a mulher declarou que no decorrer da festa foi assediada por Casagrande quando se ausentou do grupo para ir ao banheiro. Ao reclamar ao namorado, começou a agressão contra o estudante. Várias pessoas teriam participado do espancamento.

Levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o pronto-socorro do Hospital das Clínicas da Unicamp, a vítima não resistiu aos ferimentos e acabou morrendo. Ele morava em uma república de estudantes perto da universidade e cursava o 2º ano de Mecatrônica. 

Tags: Aluno, campinas, SP, Tribunal, universidade

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.