Jornal do Brasil

Terça-feira, 29 de Julho de 2014

País

The Wall Street diz que Dilma é favorita nas eleições

Pesquisa aponta que presidente recuperou apoio popular

Jornal do Brasil

A presidente Dilma Rousseff foi tema de matéria do The Wall Street Journal em sua edição desta segunda-feira (24). Segundo o jornal, Dilma continua sendo a favorita para se reeleger em outubro, com uma vantagem confortável sobre possíveis candidatos , de acordo com uma pesquisa publicada no domingo.O jornal cita uma pesquisa do Datafolha, em que Dilma parece ter recuperado grande parte do apoio que havia perdido durante os protestos de rua que ocorreram no país em meados do ano passado.

Milhões de brasileiros saíram às ruas em várias cidades do país com quase 200 milhões de pessoas protestando, afirma o períodico. Eles tinham muitas queixas, mas a maioria se concentrava sobre a corrupção a má qualidade dos serviços públicos, como saúde e educação.

Atualmente, afirma a matéria, os protestos continuam mas em menor escala. Na noite de sábado, foram presos 230 pessoas em São Paulo, durante um ato que reunia cerca de 1.000 manifestantes contra a Copa do Mundo de futebol , que começa em junho. Os manifestantes acreditam que o dinheiro que tem ido para a preparação do evento seria melhor gasto se fosse para os serviços públicos.

O instituto de pesquisas Datafolha, diz o texto, mostrou no domingo que Dilma, num cenário mais provável,  enfrentaria Aécio Neves, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) e Eduardo Campos, do Partido Socialista Brasileiro (PSB).

Nesse caso, 47% dos entrevistados disseram que votariam em Dilma , o que provavelmente seria suficiente para garantir uma confortável vitória no primeiro turno. Aécio Neves teria 17% da preferência do eleitorado Campos viria em terceiro, com 12%.

Eduardo Campos, governador do Estado de Pernambuco, uniu forças no final do ano passado com Marina Silva, uma ambientalista e ex- ministra do Meio Ambiente, que ficou em terceiro lugar na corrida presidencial de 2010, recebendo cerca de 20 milhões de votos, diz o jornal.

A pesquisa Datafolha, relata o texto, mostrou que Marina Silva teria um melhor desempenho que o seu companheiro de chapa. Se ela fosse para o embate com Dilma encabeçando a chapa, haveria uma redução do apoio à presidente que ficaria com 43 %, enquanto Marina teria 23% dos votos. Isso poderia ser o suficiente para forçar um segundo turno, de acordo com o Datafolha.

Campos, segundo o jornal, deverá encabeçar a chapa tendo marina como vice, embora essa definição ainda não tenha sido anunciada numa decisão formal.

Aécio Neves é ex-governador de Minas Gerais, o segundo maior colégio eleitoral do Brasil. O candidato do PSDB em 2010, José Serra, ressalta o jornal,ficou em segundo lugar na primeira rodada de votação , com o apoio de 33%, embora tenha perdido para Dilma no segundo turno. Datafolha entrevistou 2.614 brasileiros com idade para votar em todo o país em 19 de fevereiro e 20. A margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais.

Tags: Aécio, Campos, cenário, dilma, Marina, partido, pesquisa

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.