Jornal do Brasil

Domingo, 23 de Novembro de 2014

País

"Deputado do castelo" deve assumir cadeira na Câmara nesta terça

Pedido de renúncia de suplente foi oficializado, o que abre caminho para Edmar Moreira

Portal Terra

O prefeito da cidade de Montes Claros (MG), Ruy Muniz (DEM), renunciou nesta segunda-feira à suplência do mandato de deputado federal na vaga aberta pela saída de Eduardo Azeredo (PSDB-MG). Com isso, deve tomar posse amanhã na Câmara o ex-deputado Edmar Moreira (PTB-MG), conhecido como o "deputado do castelo".

Muniz encaminhou carta para o presidente da Câmara dos Deputados, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), na qual afirma que não assumiria a cadeira por exercer mandato no executivo municipal. O prefeito já havia afirmado a intenção de renunciar à suplência.

Edmar Moreira ficou conhecido nacionalmente em 2009 pela acusação de não ter declarado um castelo avaliado na época em R$ 25 milhões. Ele foi investigado pelo Conselho de Ética por uso irregular de verba indenizatória da Casa. A investigação foi arquivada.

O ex-deputado voltará à Câmara após a renúncia de Azeredo, que deixou o Legislativo, segundo ele, para se dedicar à defesa do processo do mensalão mineiro, do qual é réu. Em carta, o tucano disse que não iria se sujeitar à “execração pública” e alegou ter virado um alvo político.

O Supremo Tribunal Federal (STF) deve avaliar se a renúncia de Azeredo foi uma forma de levar o processo para a primeira instância judicial e atrasar uma eventual condenação. A Procuradoria Geral da República (PGR) sugeriu pena de 22 anos de prisão para o tucano, acusado de peculato e lavagem de dinheiro por um suposto esquema de desvio de dinheiro público na campanha eleitoral de 1998, quando disputava a reeleição ao governo de Minas Gerais.

Tags: castelo, edmar, moreira, Renuncia, suplente

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.