Jornal do Brasil

Domingo, 20 de Abril de 2014

País

Após naufrágio, bombeiros de Goiás alertam para cuidados em embarcações

Agência Brasil

Depois do naufrágio na barragem de Corumbá 3, perto de Luziânia (GO), que resultou na morte de sete pessoas, o Corpo de Bombeiros de Goiás alerta para os cuidados que a população deve ter antes de entrar em uma embarcação. O tenente-coronel e assessor de comunicação da corporação, Leonardo Rodrigues Afonseca, lembra que os donos de transporte aquático têm o dever de seguir as leis, mas que os passageiros devem estar atentos ao cumprimento das regras.

Um dos pontos é conferir se o piloto tem habilitação para conduzir a embarcação. Além disso, não se deve entrar em veículos aquáticos sem colete salva-vidas, "nem para dar uma voltinha". "É como o cinto de segurança, uma exigência legal", frisou o tenente-coronel. Outro requisito é o limite máximo de peso. "Uma pessoa leiga pode ver se o limite está sendo respeitado com um sinal que fica na canoa", explicou. "Se a gente obedecer essas três questões de segurança, não tem como ocorrer outro acidente com as proporções do de Luziânia", disse.

Afonseca reforça que para ter segurança, as pessoas devem exigir o cumprimento da lei. "Não tem um profissional para fiscalizar cada embarcação que anda pelas águas brasileiras. A população deve estar consciente de que sua vida e de sua família estarão correndo risco, caso as regras não sejam respeitadas", orientou.

Tags: barco, barragem, go, mortes, piloto

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.