Jornal do Brasil

Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

País

Antaq multa em R$ 300 mil terminais por falta de agendamento em Santos

Agência Brasil

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) emitiu, este mês, quatro multas para terminais que descumpriram regras de agendamento para caminhões que transportam grãos com destino ao Porto de Santos. Juntas, as penalidades somam mais de R$ 300 mil. A informação é do ministro da Secretaria dos Portos, Antônio Henrique Silveira, que participa de reunião no Ministério dos Transportes para discutir o primeiro mês de funcionamento do sistema de agendamento. 

Segundo o ministro, o índice de veículos não agendados caiu de 50% para 6% entre o início do mês e a semana passada.  “Ele [o agendamento] já mostra números positivos, mas temos que fazer alguns ajustes para que problemas que venham a ocorrer sejam mitigados”.

De acordo com Antônio Henrique, uma das questões que precisa ser solucionada é o tempo para chegada a Santos. Com o agendamento, a transportadora marca um intervalo de até seis horas para chegada do caminhão ao terminal portuário, por exemplo, informa que o veículo chegará no período das 12h às 18h. O caminhão ainda pode chegar ao terminal cinco horas antes do início do período agendado. No entanto, o prazo não tem sido respeitado.

“Tem que melhorar exatamente para evitar a ocorrência de filas e de espera. É marcado determinado horário para [o caminhão] chegar a um dos pátios da Baixada [Santista] e tem uma janela [intervalo agendado] de seis horas. Ainda tem uma ocorrência alta de furar essa janela”, explicou. De acordo com ele, esse será um dos temas da reunião, que, além de representantes do governo, tem a presença de embarcadores, produtores de soja e transportadores. Os ministros da Agricultura, Antônio Andrade, e dos Transportes, César Borges, participam do encontro.

Antônio Henrique Silveira disse ter expectativa de que o escoamento da safra de grãos este ano seja melhor do que no ano passado em função do sistema de agendamento, apesar de já terem sido registrados congestionamentos em 2014.  “Já tivemos antecipação da safra este ano, e tivemos sim algumas ocorrências [de engarrafamento] em Santos, mas foram rapidamente debeladas”, declarou.

O agendamento para caminhões que embarcam grãos no Porto de Santos é gerenciado pela Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp). A recepção de veículos sem agendamento implica em multas aplicadas pela Antaq aos terminais portuários, que variam de R$ 1 mil a R$ 2 mil por caminhão irregular.

Tags: agência, aquaviário, multas, nacional, Transportes

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.