Jornal do Brasil

Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014

País

Agentes da PF fazem ato na Av. Paulista por melhores condições de trabalho

Agência Brasil

Agentes e papiloscopistas, entre outros servidores da Polícia Federal, promoveram um ato público, no final da manhã desta segunda-feira (24), em frente à sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), na Avenida Paulista, para protestar contra as condições de trabalho e pressionar o governo federal a abrir negociações. Participaram do evento mais de  200 manifestantes, segundo a Polícia Militar, fazendo bastante barulho com cornetas, utilizadas pelas torcidas em estádios de futebol.

A escolha do local foi proposital porque os organizadores do ato queriam entregar um ofício aos dirigentes da Federação Internacional de Futebol que participavam de um encontro na Fiesp. "Queremos chamar a atenção para o fato de que o Brasil não está com o sistema de segurança adequado para receber um evento como é o da Copa do Mundo", defendeu o presidente da Federação Nacional dos Servidores da Polícia Federal, Jones Leal.

Ele informou que os servidores reivindicam um conjunto de melhorias que passa por reajuste dos salários. "Estamos há 7 anos com os salários congelados", queixou ele. O líder sindical disse que não está descartada uma greve durante o período da Copa.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Civis Federais do Departamento de Polícia Federal do Estado de São Paulo, Alexandre Santana Sally, disse que a categoria espera por uma reestruturação na carreira e que essas modificações de melhorias estão contempladas em Projetos de Emenda Constitucional em andamento no Congresso Nacional. Tanto ele quanto Leal declararam que os servidores estão desmotivados e que é grande o número de suicídios entre esses trabalhadores.

Amanhã (25) e na quarta-feira (26), estão programados novos atos com paralisações em todo o país.

Tags: federal, paralisação, polícia, protestos, SP

Compartilhe:

Postar um comentário

Faça login ou assine para comentar.